3D&T Lovepunk

Ah, o amor! Casais apaixonados, corações pulsantes, buquês de rosas… É um elemento importante da vida, para muitos mesmo o mais importante. Mesmo assim, freqüentemente ignorado em jogos de RPG – ou qual sistema você conhece que detalha como o seu personagem pode se apaixonar, e que modificações isso causará nele?

Um pouco por isso, mas muito mais apenas para divagar um pouco e me divertir fazendo regras bestas de RPG, eu apresento o texto a seguir, detalhando como se apaixonar em 3D&T. O material é superficialmente inspirado no meu texto sobre Mácula para a Iniciativa 3D&T Alpha, mas bastante reduzido e simplificado.

Se Apaixonando
Estar apaixonado por alguém pode ser representado pela desvantagem Protegido Indefeso. Mesmo que o alvo do seu afeto não seja exatamente muito “indefeso”, você se preocupa com ele, e tem a sua concentração abalada quando ele se encontra em qualquer situação de perigo – justificando, assim, o redutor de H-1 causado pela desvantagem. Se você quiser criar um personagem já apaixonado por outro, portanto, basta adquiri-la.

Durante a campanha, é claro, o mestre também pode determinar que algum personagem atrai especialmente a atenção do seu, e isso pode terminar por fazê-lo se apaixonar. Para resistir aos seus encantos, você deve passar em um teste de Resistência +1 – não é exatamente muito difícil de fazer em um primeiro momento, a menos que ele/ela esteja tentando deliberadamente seduzi-lo ou haja algum poder sobrenatural envolvido, situações em que o mestre pode colocar redutores a seu critério.

Na medida em que você convive com a sua paixão em potencial, no entanto, a possibilidade disso acontecer vai aumentando progressivamente. A cada dia que você passar junto com ele/ela, deve fazer um novo teste de R, com um redutor progressivo de -1 – apenas R no segundo dia, R-1 no terceiro, R-2 no quarto, etc.

Eventualmente, o redutor ficará grande demais para você passar no teste, fazendo com que se apaixone. Quando isso acontecer, você ganhará a desvantagem Protegido Indefeso, mesmo que ela ultrapasse o seu limite de desvantagens, e sem receber qualquer ponto por ela; apenas passará a sofrer os seus efeitos gratuitamente.

O Poder do Amor
É claro que se apaixonar não traz apenas desvantagens. Muito pelo contrário – a presença de alguém importante lhe dá motivação para ir atrás dos seus objetivos, e energia para vencer os obstáculos que se apresentem. Você não vive mais apenas para você, afinal: há outra pessoa igualmente importante na sua vida, pela qual você luta e quer ser bem sucedido.

Isso é representado por uma Característica nova chamada (pam pam pam) Amor, representada pela letra L, do inglês love, para não confundirmos com o A de Armadura. Ela mede a intensidade da sua paixão, e é adquirida como uma Característica normal, pagando pontos de personagem na criação ou PEs ao longo da campanha. Você só pode gastar pontos nela, no entanto, se tiver uma paixão representada pela desvantagem Protegido Indefeso, seja comprada na criação de personagem ou adquirida durante a campanha.

Você pode utilizar o seu Amor sempre que o alvo do seu afeto estiver diretamente envolvido nas suas ações. Se você o estiver protegendo de um inimigo que quer matá-lo, por exemplo, pode adicionar o seu L a todas as jogadas de FA ou FD que fizer – ou seja, elas serão iguais a F/PdF/A + L + H + 1d. Ele também deve ser multiplicado em caso de acerto crítico – portanto, caso você role um 6 no dado, a sua FA ou FD será igual a (F/PdF/A)x2 + Lx2 + H + 6!

De forma parecida, você também sempre pode trocar qualquer atributo em um teste pelo L quando o alvo do seu afeto estiver diretamente envolvido nele. Por exemplo, na mesma situação de você estar protegendo-o de um inimigo, caso este utilize alguma habilidade que peça um teste de Resistência, você pode testar o L no lugar se quiser.

Por fim, mesmo em situações em que ele/ela não esteja diretamente envolvido/a, você ainda pode gastar 1 PE para utilizar o L das mesmas formas descritas acima. Isso significa que o seu personagem fez alguma associação indireta entre a situação em que se encontra e o alvo do seu afeto – por exemplo, chegou a conclusão que deve vencer o inimigo atual ou ele porá em risco a vida do seu amor no futuro, ou que deve sobreviver ao combate para poder vê-lo novamente.

Código de Honra dos Românticos
Este é um novo Código de Honra que pode ser adquirido pelos personagens, seguindo as regras e restrições da desvantagem. Ele é seguido por românticos inveterados de qualquer tipo, que acreditam no poder do amor em todas as suas formas e encarnações. Por isso, nunca se colocam no caminho entre um apaixonado e a sua amada (ou apaixonada e seu amado, ou qualquer combinação diferente aí no meio), e fazem votos de sempre ajudar amores a se concretizar de qualquer forma que lhes for possível, desde que, é claro, não violem outros de seus Códigos de Honra no processo. Mesmo que um dos envolvido seja seu inimigo mortal, você deve ajudá-lo – o amor é maior do que tudo, afinal.

About these ads

4 Responses to “3D&T Lovepunk”


  1. 1 Raul Teixeira da Fontoura 12/07/2011 às 22:02

    Oi ^^
    Adorei a regra, fantástica e muito criativa, parabéns!
    Só adicionaria que no código dos românticos o romance deles deve estar acima do romance alheio (se o romântico é apaixonado por alguém, ele quer que o amor dele vença, não que o amor do padeiro da esquina vença), entende?
    Não sei onde poderei aplicar tais regras, mas vou tentar xD

  2. 2 Ana Carolina Silveira 12/07/2011 às 22:05

    Uma coisa bem legal e que acaba sendo deixada de lado em boa parte do RPG é o próprio roleplay. É muito legal quando, por situações de jogo e só na base da interpretação, os personagens se apaixonam – e daí, na base da interpretação, é legal ganhar esses atributos extras na ficha. Só que também de serem atributos vinculados à interpretação (não me esqueço de uma mesa que participei uma vez que por situações de jogo, dois personagens se apaixonaram profundamente e o quanto o mestre aproveitou-se disso para incrementar as situações de jogo). Mas é isso, às vezes acho que a interpretação é meio posta de lado…

  3. 3 Heitor V. Serpa 13/07/2011 às 14:45

    Fico aqui imaginando a descrição de cada “nível” da característica Love…

    1 ponto: paixão arrebatadora. Você encontrou o homem da sua vida/ mulher de seus filhos

    2 pontos: vocês se conheceram em vidas passadas.

    3 pontos: almas gêmeas. Inclusive, as vezes vocês parecem ler os pensamentos um do outro…

    4 pontos: o poder deste sentimento é tão grande que mesmo um braço ou costela quebrada podem ser instantaneamente reparados!

    5 pontos: os deuses lhes invejam, e mesmo eles não conseguem se colocar no caminho do casal!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Sob um céu de blues...

Categorias

@bschlatter

  • @JMTrevisan mas foi o bastante pra eu sacar o twist na primeira cena também. :P 41 minutes ago
  • @JMTrevisan única coisa que tinha escapado pra mim, além da sinopse padrão, é que tinha física quântica no meio :P 42 minutes ago
  • E vai com tudo: doce, salgado, no chocolate, no frango xadrez... 1 hour ago
  • Algo tão gostoso é meio difícil de creditar puramente à sorte evolucionária... 1 hour ago
  • Se tem algo nesse mundo que faz balançar o meu ateísmo, é o amendoim. 1 hour ago

Estatísticas

  • 171,542 visitas

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: