Fim

Tudo era calmo e sublime naquele instante. O universo existia em silêncio, a Terra freando devagar o seu giro diário até atingir o ponto da inércia absoluta. Ele sentava na poltrona, esboçando um tímido sorriso, enquanto os olhos entreabertos observavam a luz que diminuía a cada segundo marcado pelo som das gotas de sangue respingando dos seus pulsos sobre o chão.

Anúncios

0 Responses to “Fim”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Sob um céu de blues...

Categorias

Arquivos

@bschlatter

Estatísticas

  • 197,719 visitas

%d blogueiros gostam disto: