O Iluminado

O mundo se revelava em um instante de harmonia suprema. As árvores mexiam vagarosamente, mais pela própria vontade do que pelo vento que as importunava. O vôo dos pássaros desacelerava até o ponto da inércia absoluta. O peixe que pulava para fora do lago parecia flutuar, o movimento interrompido como em uma estátua suspensa no ar. Todos os deuses de todos os mundos se viraram para o mesmo lugar, curiosos para observar aquele momento mais que divino, mais que mágico, mais que transcedental: um novo mestre iluminado se elevava da existência, liberto pela revelação súbita da verdadeira natureza do universo. Sentado no jardim, abaixo de um teto de madeira, sobre uma almofada envelhecida e frente a arbustos floridos, ele abriu os olhos, para o espanto generalizado de todos os seres.

– Hora de procurar algo melhor para fazer. – disse para si mesmo, levantou e foi embora do templo.

Anúncios

1 Response to “O Iluminado”


  1. 1 online 13/03/2010 às 15:03

    bom comeco


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Sob um céu de blues...

Categorias

Arquivos

@bschlatter

Estatísticas

  • 196,753 visitas

%d blogueiros gostam disto: