Diálogo

– Eu te amo. – ela disse, temendo soar desesperada.

– Eu já te amei. – ele disse, temendo soar esnobe.

Ela queria dizer que sempre o havia amado, desde a primeira vez que o viu; que havia entre eles aquela conexão mágica que só há entre os que o destino escolheu para serem juntos, e que só agora a vida lhes dava a chance de que precisavam. Mas estaria mentindo, e sabia disso; em outras vezes que estiveram próximos ele não lhe despertara qualquer interesse, e em todo o resto sequer lembrava da sua existência.

Ele queria dizer que ainda a amava como já o fez; que ainda a via com o mesmo brilho mágico nos olhos dos tempos de garoto, quando pela primeira vez foi projetada no seu horizonte, como uma deusa que emerge encantadora das caos anterior, preenchendo e expandindo-se por devaneios ociosos. Mas estaria mentindo, e sabia disso; talvez de fato a amasse se ainda acreditasse no amor, se já não estivesse tomado por um ceticismo niilista que contaminava todas as suas relações com outras pessoas.

Permaneciam sentados, um em frente ao outro, naquela mesa de bar ao fim da tarde. Ela se adiantava e pegava a mão dele; ele se deixava ser pego, frio e indiferente ao toque dela. Se olhavam como se perguntassem e respondessem perguntas, dialogando em silêncio a respeito de tudo o que foi, poderia ter sido e poderia ser. Esperavam talvez que a tela escurecesse e subissem os créditos, para voltar ao vazio reconfortante da não-existência; mas sabiam bem que não estavam em um filme, que não havia um diretor disposto a rodar novamente cenas esquecidas para apagar os erros do passado, nem um roteirista planejando a felicidade final depois de tudo. E então apenas lá ficavam, cada um a sombra de si na vida do outro, trocando olhares e silêncios.

Anúncios

2 Responses to “Diálogo”


  1. 1 Willy Barp 17/08/2009 às 18:34

    N sei se vc inventou isso, ou se aconteceu com vc.
    Mas comigo já conteceu. E foi bem assim mesmo.

  2. 2 Bruno 17/08/2009 às 19:20

    Na verdade nunca aconteceu comigo… Mas eu já imaginei acontecendo um punhado de vezes =P


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Sob um céu de blues...

Categorias

Arquivos

@bschlatter

Estatísticas

  • 197,720 visitas

%d blogueiros gostam disto: