Iniciativa 3D&T Alpha – BURP, o Deus Menor da Vagabundagem

O tema da vez na Iniciativa 3D&T Alpha é divindades. Aproveito para resgatar e atualizar, então, um dos materiais clássicos do meu velho site de RPG, bem como para fazer uma ‘homenagem’ ao dia do trabalho, que casualmente também é hoje: conheçam BURP, o Deus Menor da Vagabundagem, o meu alter-ego no mundo de Arton.

BURP
Deus Menor da Preguiça e Vagabundagem

Outros Nomes. Le Br’un Schlatt entre os antigos reinos do sul, Letiron entre goblinóides, Willem entre anões, Aquele Vagabundo Desgraçado entre taverneiros de cidades costeiras de Petrynia.

Descrição. BURP é o deus menor de todos os preguiçosos, vadios e vagabundos de Arton. Onde quer que exista alguém adiando um trabalho até a última hora, fugindo das aulas nos templos de Tanna-Toh para tomar banho em um riacho, ou apenas aproveitando uma soneca na sombra de uma árvore depois do almoço, muito provavelmente existirá também uma prece de agradecimento a ele sendo realizada.

BURP também é adorado por trambiqueiros e artistas que busquem uma vida fácil e sossegada, longe do trabalho pesado. De maneira geral, qualquer um que prefira aproveitar a vida e os seus prazeres a perdê-la trabalhando para outros presta homenagens a ele, se não por devoção, por afinidade.

Motivações. BURP não possui motivações muito grandes. Tudo o que quer é um bom lugar com muita sombra e água fresca, de preferência em uma praia paradisíaca com lindas mulheres élficas em volta. Ele pouco se importa com os jogos de intrigas entre os deuses, não sendo muito ativo nesse sentido, mas sempre que pode se aproveita das brigas entre eles para tirar algum proveito para si. Se uma oportunidade não surgir, no entanto, também não vai se importar muito.

Avatar. Sendo um deus menor, BURP não possui um avatar – qualquer assunto que possua para tratar deve ser resolvido fisicamente, com o seu próprio corpo, o que quer dizer que muito provavelmente não será resolvido. Ele é jovem e alto, apenas um tanto acima do peso, com cabelos castanhos e olhos verdes, e geralmente será visto vestindo uma camisa aberta, bermudas e sandálias. Pode ser encontrado com alguma facilidade em certas cidades pequenas na costa de Petrynia, aproveitando a praia e o sossego da vida longe dos grandes centros urbanos.

Relações. Sendo um deus menor, BURP não participa muito das intrigas do Panteão, não possuindo grandes inimigos ou aliados entre os deuses. Acredita-se, no entanto, que seja filho de Marah, tendo herdado a sua tranqüilidade e desejo por paz. Outros sugerem também algum parentesco com Hyninn, devido ao alcance da sua fé entre malandros e trapaceiros.

Crenças dos Devotos. Nada que necessite de algum esforço vale a pena ser feito. Para que buscar riqueza, glória, fama? Nada dura pra sempre, e no final tudo acabará, tornando o esforço em vão. Se aparecer uma boa chance, aproveite, mas nem se preocupe se nada surgir. Deixe que os outros se preocupem; desde que você não seja afetado, não há por que tomar qualquer atitude.

Servos. Clérigos, mendigos, vagabundos, preguiçosos.

Áreas de Influência. Vagabundagem, preguiça, sorte.

Símbolo Sagrado. Uma rede entre dois coqueiros ao pôr-do-sol.

Arma Preferida. Rede (Sonecadora).

Cores Significativas. Qualquer cor suja e manchada pela preguiça de lavar.

Lema. “Pra que fazer hoje se você pode deixar para amanhã aquilo que não vai fazer nunca?”

Clérigos de BURP
Seguidores de BURP são comuns em toda Arton, já que ele possui uma filosofia bastante acolhedora e popular. Por isso, é possivelmente um dos deuses menores com maior numero de devotos. Seus clérigos costumam ser mendigos e vagabundos, que levam a vida para frente sem grandes preocupações como dinheiro ou bens materiais, atrás apenas de sossego e facilidades. Caso precisem de alguma coisa, costumam dar um jeito, algumas raras vezes até mesmo com uma ajudinha do deus.

Poderes Garantidos. Clérigos de BURP podem conjurar o feitiço A Preguiça Inacabável de BURP (veja adiante) uma vez por dia, sem custo em PMs. Aqueles que tiverem uma das Escolas necessárias também podem conhecê-lo automaticamente, como se fosse uma magia inicial.

Obrigações e Restrições. Um clérigo de BURP deve ser, bem, um vagabundo. Não há grandes restrições a serem seguidas, até porque o próprio deus dificilmente se preocuparia muito em fiscalizá-las. Apenas em casos extremos, caso um clérigo do deus seja surpreendido empreendendo muito mais esforço do que se espera dele, pode ser que os seus poderes sejam anulados. Talvez.

Novo Feitiço: A Preguiça Inacabável de BURP
Escola: Elemental (espírito) ou Negra
Custo: 2 PMs
Alcance: curto; Duração: permanente até ser cancelada

A Preguiça Inacabável de BURP é uma maldição menor que pode ser lançada sobre um alvo, que tem direito a um teste de Resistência+1 para evitá-la. Caso falhe, será acometido por uma grande indisposição, um cansaço intenso que o impede de realizar adequadamente qualquer ação. Todas as suas jogadas de dados a partir daí, incluindo testes e combates, terão um redutor de -1 devido à fadiga e falta de vontade.

Novo Artefato: A Sonecadora
A arma tradicional dos devotos de BURP é a rede. Trata-se uma arma de função dupla: ao mesmo tempo em que pode ser usada para atacar inimigos, sendo jogada sobre eles para prendê-los como fazem os gladiadores, o seu usuário também pode amarrá-la entre duas paredes, árvores ou postes, e então deitar nela para tirar uma boa soneca. O próprio deus é conhecido pela rede mágica que carrega sempre consigo, um artefato único conhecido como a Sonecadora.

A Sonecadora é, inicialmente, uma rede mágica que concede ao usuário a vantagem Paralisia, podendo ser usada para paralisar qualquer número de alvos simplesmente sendo jogada sobre eles, além de um bônus de F+2 apenas para usá-la. Além disso, suas pontas são mágicas, podendo ser presas em qualquer superfície sólida, mesmo se não houver qualquer saliência onde amarrá-las – assim, ela pode ser armada rapidamente em um poço para salvar um personagem em uma queda, por exemplo, ou simplesmente para tirar uma soneca confortável.

A principal característica da Sonecadora se revela quando alguém deita nela para descansar. Ela é muito confortável, possivelmente a rede mais confortável de toda Arton; bastam 10 minutos para que uma forte sonolência comece a tomar conta do personagem, e ele precise passar em um teste de R+1 para não cair em sono profundo por 1d horas. Mesmo que resista, deve fazer um novo teste a cada 10 minutos a partir daí, com um redutor cumulativo de -1 (apenas R após 20 minutos, R-1 após 30 minutos, R-2 após 40 minutos, etc). Até mesmo criaturas que normalmente não são afetadas pelo sono, como construtos e mortos-vivos, precisam de testes quando estão na rede, para não se deixarem tomar por um estado de inércia e relaxamento mental em que possuem um redutor de -3 em todos os testes relacionados à percepção.

Apesar de parecer um efeito maléfico, dormir na Sonecadora é extremamente revigorante. Após acordar, o personagem se sentirá bem disposto, recuperando todos os seus PVs e PMs, além de tendo direito a um novo teste de Resistência para eliminar qualquer efeito negativo que tenha sobre si, como o de venenos e feitiços. Além disso, a própria rede possui uma aura de semi-invisibilidade que o impede de ser percebido enquanto está deitado, para evitar que o dorminhoco seja molestado – o personagem não fica realmente invisível, apenas não pode ser percebido por outros a menos que chame a atenção para si primeiro, através da voz ou algum gesto corporal.

Uma vez que acorde, no entanto, o personagem terá outro desafio: levantar. A rede é tão confortável que o próprio ato de sair dela requer um novo teste de R+1 para ser bem sucedido, ou ele seguirá deitado por mais alguns instantes, correndo o risco até de cair no sono novamente se demorar demais.

Outros Artigos Sobre Divindades
Crônicas de Arton – O Pregador
Elf’s LairOs Dióscuros
Encontro Aleatório – Spártaco – Deus Menor dos Escravos e Gladiadores
Estalagem do Beholder Cego – Tiamat, O Dragão Cromático
Non Plus RPG – O Pregador
Paragons – Seja uma Divindade!
Toca do Goblin – Sharkam, Deus Menor das Armas

Anúncios

6 Responses to “Iniciativa 3D&T Alpha – BURP, o Deus Menor da Vagabundagem”


  1. 1 Ricardo Peraça 01/05/2010 às 19:23

    Muito bom cara!

    Peço desculpas por ter esquecido de linkar a página dos artigos lançados pela Iniciativa no meu post no Paragons, mas não posso corrigir mais…

  2. 2 Gabriel 04/05/2010 às 14:03

    parece aquele pokémon, o Snorlax..

  3. 3 ßєτα_¯|¯Σ∫Ŧξ®.ŽΞЯ∅ 06/05/2010 às 21:54

    O ronco do cara quebra a “invisibilidade”?

    • 4 Bruno 06/05/2010 às 22:06

      Hum… Acho que não. Fica mais simples se, pra quebrar a invisibilidade, for preciso chamar a atenção voluntariamente sobre si, e não com um barulho involuntário e tal – exceto, é claro, nos casos mais extermos, tipo o ronco de um dragão depois de se embebedar com rum anão ou coisa assim, heheh… Em todo caso, vale aí também a regra de ouro do Cassaro – o que o teu mestre decidir, acontece.

  4. 5 Renato Trimegisto 15/05/2010 às 12:56

    Huahuahua Muito bom! Já tenho ideias de usar isso em companhas 8D (Quero uma sonecadora.)


  1. 1 Iniciativa 3D&T(atrasada)- Deuses « Toca do goblin Trackback em 23/05/2010 às 13:55

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Sob um céu de blues...

Categorias

Arquivos

@bschlatter

Estatísticas

  • 196,041 visitas

%d blogueiros gostam disto: