O Clique

Havia um universo de coisas a fazer, mas ele permanecia parado, pensativo. Olhava para o teto, passando os olhos de um lado para o outro, e de volta, e de novo, e outra vez. Seu rosto traía a expressão preocupada de quem procura algo importante – e, de fato, procurava. Em algum lugar daquela superfície – se não fosse no teto seria na parede, ou então no chão – havia um botão, alavanca ou outra coisa, que, ao ser ativado, em um clique o faria começar a fazer tudo que precisava ser feito. Precisava achá-lo com urgência, antes que o sono o alcançasse e forçasse a desistir de tudo que ainda estava por terminar; então se apressou, e continuou procurando.

Anúncios

0 Responses to “O Clique”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Sob um céu de blues...

Categorias

Arquivos

@bschlatter

  • Faço greve há anos na educação pública, e é triste fazer uma greve que não afeta ninguém que importa pro jornal nacional. 9 hours ago
  • É óbvio que greve prejudica. Uma das razões dela é mostrar o que acontece quando trabalhadores não veem razão pra trabalhar. 9 hours ago
  • No jornal do almoço: "a gente queria falar das razões da greve, mas como se tem gente prejudicada?" E por que não falar das duas coisas? 9 hours ago
  • Mas já estou vendo certos prefeitos dizendo que sou eu o privilegiado. 10 hours ago
  • A manchete diz "professores vão poder furar teto salarial." Aí leio a notícia, isso afeta juízes, promotores e etc que são professores tb... 10 hours ago

Estatísticas

  • 195,649 visitas

%d blogueiros gostam disto: