A Vida Como Ela Poderia Ser

Sexta-feira, 19 horas, no bar com amigos. Ele está sentado, calmo, bebendo – muito -, como de praxe. De repente, percebe: uma moça o está observando. Ou será que não? Deve ser a minha imaginação, pensa, ela deve estar só olhando em volta, ou para alguém atrás de mim. E continua a conversa com os amigos.

Mas olha de novo, e ela ainda tem os olhos na sua direção. São bonitos, escuros; combinam com a pele e os cabelos morenos, e o sorriso tímido que ela tenta esconder quando vê que foi percebida. Mas será que era ele mesmo que ela estava olhando? Não tinha certeza. Podia ser qualquer um na mesa, exceto que nenhum outro parecia perceber. Podia ser qualquer um em volta, mas, olhando em volta, também não parecia haver nenhum outro virado para lá.

Perdido no pensamento, um amigo chama a sua atenção, e ele volta pra conversa. Futebol. Time na zona de rebaixamento, o rival quase líder do campeonato, o craque perto de ser vendido para a Europa… E ela continua olhando. Se ela realmente estivesse olhando para mim…, pensa, olhando para os seios que o decote do vestido não tenta esconder e para as coxas perfeitas. Um gole de cerveja vem, outro vai, e ela continua olhando. Vou falar com ela!, decide.

Não vai. Ela não podia estar olhando pra ele, podia? Era bom demais pra ser verdade. Ele não era tudo aquilo, não merecia tanto.

Mas se fosse verdade, ah… Ela seria a mulher da vida dele. Gostaria das mesmas coisas, das mesmas histórias de fantasia, dos mesmos filmes de aventura. O sexo seria fantástico. Ela faria tudo para ele, e ele tudo para ela, é claro. Se fizesse questão, até casariam. Faria uma música em homenagem a ela na banda de blues que queria montar há anos com o primo. Teriam três filhos, dois rapazes e a caçula. Tudo que precisava era falar com ela.

E vai falar, finalmente decide – mas não pode mais, pois ela já não está lá.

É, devia ser só a imaginação.

Anúncios

0 Responses to “A Vida Como Ela Poderia Ser”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Sob um céu de blues...

Categorias

Arquivos

@bschlatter

  • Faço greve há anos na educação pública, e é triste fazer uma greve que não afeta ninguém que importa pro jornal nacional. 9 hours ago
  • É óbvio que greve prejudica. Uma das razões dela é mostrar o que acontece quando trabalhadores não veem razão pra trabalhar. 9 hours ago
  • No jornal do almoço: "a gente queria falar das razões da greve, mas como se tem gente prejudicada?" E por que não falar das duas coisas? 9 hours ago
  • Mas já estou vendo certos prefeitos dizendo que sou eu o privilegiado. 10 hours ago
  • A manchete diz "professores vão poder furar teto salarial." Aí leio a notícia, isso afeta juízes, promotores e etc que são professores tb... 10 hours ago

Estatísticas

  • 195,649 visitas

%d blogueiros gostam disto: