A Felicidade

Uma vez, perdido em suas andanças, o viajante encontrou a Felicidade. Tinha momentos sublimes levemente escondidos por longos segundos que caíam por entre os olhos, e um corpo belo de pôr-do-sol que se movia ao barulho de ondas. Não demorou em se aproximar e cumprimentá-lo, deixando um assunto qualquer se formar pela fumaça no ar enquanto trocavam suas idéias.

Ele quase não percebeu o que passava – apenas era levado por seus encantos, deixando para trás como zumbis as velhas melancolias que o acompanhavam. E, antes que pudesse pensar que estava aproveitando a companhia, a Felicidade despediu-se com um sorriso, e seguiu sua viagem rumo a alguma memória distante e esquecida, enquanto o viajante, novamente só, voltou à interminável estrada em direção àquele destino perdido.

Anúncios

0 Responses to “A Felicidade”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Sob um céu de blues...

Categorias

Arquivos

@bschlatter

Estatísticas

  • 197,251 visitas

%d blogueiros gostam disto: