Obrigações

Gregor correu pela neve, fugindo da fera felina que o perseguia. Subitamente, virou-se em um salto, empalando a criatura com a espada sacada durante o movimento. Então suspirou, limpou a arma e a guardou. Era sempre a mesma coisa, a cada quatro anos – interrompia qualquer aventura, viajava até as Montanhas Uivantes e procurava a velho catedral dos druidas do gelo. Mas não havia nada que pudesse fazer – era a sua obrigação, afinal.

Seguiu a viagem, encontrando o local poucas horas depois. Entrou na sala que lhe foi indicada, e reconheceu os rostos que sempre encontrava quando retornava: Brianna, a guerreira das neves, uma das mais ferozes que as Uivantes já produziu; Floco-de-Neve, o mago, sempre de bom-humor em contraste com o frio da região, fazendo piadas com os desconhecidos que passavam lá durante o dia; e Grurakk, o velho ranger, que provavelmente estaria cumprindo estas obrigações pela última vez.

Gregor assumiu sua posição em meio aos três, sentando-se atrás da mesa de gelo, e esperou que os primeiros da fila do lado de fora entrassem. Uma a uma elas entravam, assinavam o pergaminho que o guerreiro lhes entregava, depositavam a cédula na urna congelada e saíam. Ao fim do dia, todo um novo corpo de conselheiros estaria legitimamente escolhido para representar as Uivantes no Conselho do Reinado.

Gregor suspirou, o ar expirado quase congelando ao sair, e rezou à todo o Panteão pedindo que aquele dia acabasse logo.

Anúncios

0 Responses to “Obrigações”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Sob um céu de blues...

Categorias

Arquivos

@bschlatter

  • Faço greve há anos na educação pública, e é triste fazer uma greve que não afeta ninguém que importa pro jornal nacional. 9 hours ago
  • É óbvio que greve prejudica. Uma das razões dela é mostrar o que acontece quando trabalhadores não veem razão pra trabalhar. 9 hours ago
  • No jornal do almoço: "a gente queria falar das razões da greve, mas como se tem gente prejudicada?" E por que não falar das duas coisas? 9 hours ago
  • Mas já estou vendo certos prefeitos dizendo que sou eu o privilegiado. 10 hours ago
  • A manchete diz "professores vão poder furar teto salarial." Aí leio a notícia, isso afeta juízes, promotores e etc que são professores tb... 10 hours ago

Estatísticas

  • 195,649 visitas

%d blogueiros gostam disto: