Um Jogo de Tronos

A Game of Thrones, e toda a série A Song of Ice and Fire, na verdade, conta uma história de intriga, mistério, traição e amores proibidos. Seus personagens principais incluem nobres em ascensão ou em decadência, e os enredos giram em torno dos seus jogos palacianos pelo poder. Se interessou? Dá um pulo lá na minha resenha do primeiro livro, ou, melhor ainda, visita o blog Leitura Escrita e os seus diversos artigos sobre o assunto, incluindo resenhas capítulo a capítulo da recente série da HBO.

Em todo caso, histórias com esse tipo de tema não são exatamente novidade no Brasil. Nós também estamos acostumados com enredos sobre pessoas e famílias de prestígio, muitas vezes em meio a feudos particulares atrás de poder econômico e político. Histórias que envolvem amor e traição, intriga e mistério, e que passam a maior parte do tempo longe da “gente diferenciada”. Sim, deixemos o orgulho de lado e admitamos: A Game of Thrones daria uma ótima novela global! Duvida? Pois eu consigo imaginar até os atores que fariam alguns dos personagens principais…

Ned Stark. Senhor de Winterfell, a gelada capital dos povos do norte, Ned é o personagem principal do primeiro livro. Seu intérprete precisa ser um galã rústico, que evoque por meio dos seus pêlos faciais toda a austeridade de um povo acostumado às dificuldades do frio e do inverno. Então me perdoem se eu puxo a sardinha pro lado do meu sul pampeano, e escolho o Werner Schüneman como protagonista da nossa novela.

Catelyn Tully. Esposa de Ned, a senhora Stark já foi bela e encantadora com seus cabelos ruivos, mas, cinco filhos e uma vida no norte gelado depois, já demonstra claros sinais da idade. Escolho então a Cláudia Raia para interpretá-la, que também já está meio, assim, acabada, e na verdade nunca foi tudo aquilo também. Ok, talvez não seja a melhor escolha, mas talvez quando chegar na Cersei vocês entendam o porquê dela. E como não temos muitas atrizes reconhecidamente de medeixas avermelhadas por aqui, essa parte da sua caracterização já teria que ser adquirida por meio de tintura de cabelo de qualquer forma.

Robert Baratheon. Robert é o rei gorducho e bonachão de Westeros, e nem preciso divagar muito pra achar o intérprete perfeito: André Mattos, que inclusive já tem alguma experiência em interpretar monarcas com distúrbios alimentares, vide o seu D. João VI da minissérie O Quinto dos Infernos. (E eu procurei uma foto dele nesta série, mas não encontrei. Contentem-se com essa genérica mesmo).

Cersei Lannister. A rainha de Westeros também já tem a sua intérprete perfeita: Patrícia Pillar, de preferência adotando os mesmos trejeitos de Flora, a vilã que ela interpretou na novela A Favorita. Na verdade, tenho que confessar que li A Game of Thrones justamente na época em que a novela e a personagem estavam no auge de popularidade, e provavelmente por isso eu sempre imaginei a Cersei com a cara da sra. Ciro Gomes…

Jaime Lannister. O galã da Guarda Real de Westeros precisa ser interpretado também por um dos nossos galãs genéricos trintões / quarentões. Escolho o Marcelo Novaes porque ele já é loiro, então economizamos o nosso orçamento para tintura de cabelo, uma vez que vamos precisar bastante dele pros irmãos Targaryen.

Tyrion Lannister. O Imp / Duende é provavelmente o protagonista mais difícil de escalar, pois não temos exatamente uma grande tradição de atores anões no Brasil. O Matheus Nachtergale pode ser baixinho, mas não é exatamente um anão; por outro lado, pelo menos é feio como manda o figurino, e um ator decente pra interpretar um dos melhores personagens da série.

Tywin Lannister. Outro que já possui o seu intérprete perfeito: ele já é praticamente o equivalente medieval do homem de negócios intimidador e bem sucedido (ainda que por meios pouco escusos), então chamemos o galã-mor (sic/sci-fi) da teledramaturgia brasileira para interpretá-lo: Tarcísio Meira. Apenas, é claro, tirem o cabelo.

Littlefinger / Mindinho. Pode parecer um personagem muito secundário a princípio, mas para quem ainda não leu eu prometo que até o fim do terceiro livro vocês vão entender porque ele está aqui, e também porque é um dos meus preferidos. Acho que o seu principal atributo é a sua canastrice, muito bem retratada pelo ator escolhido na série da HBO – e quem consegue ser mais canastrão na televisão brasileira do que Miguel Falabela? Caco Antibes 4evar.

Sansa Stark. Uma menina criada em um mundo de conto de fadas, com todo o luxo e prestígio que uma família nobre pode lhe proporcionar, esperando pelo seu príncipe encantado em um cavalo branco. Poderia ser a Sansa, ou a Sasha Meneguel.

Daenerys, Robb, Jon, Bran, Arya, Joffrey… Bons atores mirins/adolescentes sempre são difíceis de achar, então pegue o elenco que sobrou da última temporada de Malhação, distribua de acordo entre os papéis e estamos resolvidos.

E é isso. Me mantive nos personagens principais um pouco por preguiça, um pouco por não conhecer tantos bons atores nacionais assim, e principalmente porque a série possui personagens demais de qualquer forma… Se discordou de alguma escolha ou quer sugerir algum personagem que eu esqueci, os comentários são abertos, ué.

12 Responses to “Um Jogo de Tronos”


  1. 1 Phil Souza 02/06/2011 às 15:35

    Por que ainda me surpreendo com você rapaz😄
    Mandou muito bem.

  2. 2 Comaru 02/06/2011 às 15:41

    Tenho certeza que sobrou algum anão da época das pornochanchadas pra poder fazer o papel do Tyrion… pergunte pra Sonia Braga.

  3. 3 Vanessa Leite 02/06/2011 às 17:35

    Ah.. qual é, fatou a minha personagem favorita: Arya Stark! Tu fala sobre a sansa que é o clichê pronto das princesas, e não coloca a Arya? Sacanagem!

    E pra fazer o teu roteiro, eu diria que a Arya poderia ser papel de Polliana Aleixo (escolhendo dentro do meu limitado conhecimento de atrizes mirins).
    Foto: http://www.ciadetalentosproducoes.com.br/G960328m%20-%20Polliana%20Aleixo_DSC02352.JPG

  4. 4 Ana Carolina Silveira 02/06/2011 às 20:35

    Pior que acho que não uma novela das 8, mas daria uma excelente série dessas mais épicas que a Globo costumava fazer nos começos de ano, como A Muralha, A Casa das Sete Mulheres e tal. E para mim a Dany poderia ser a princesa da novela das seis…😛

  5. 5 Comaru 02/06/2011 às 23:13

    Ah! Esqueci de dizer!!
    Tem de pôr o cigano Igor pra fazer o papel de Hodor!! É perfeito!

  6. 8 Lucas Rocha 03/06/2011 às 23:15

    UASHAUSHAUHSUA, MUITO BOM! Pra mim, a Arya tinha que ser aquela menininha que fez a filha de Geovanna Antonelli numa novela do Manoel Carlos e a Dany podia ser aquela menina que fez Malhação e tinha uma paixão por um cara que desenhava ela de super-heroína. Fora isso, tá tudo perfeito demais😛

  7. 9 Makinary 27/08/2011 às 23:11

    Há! Há! Há! Gostei da escolha dos atores.

  8. 10 Jáder, o Pitoresco 25/09/2014 às 13:11

    Nada a ver o Miguel Falabela como o Mindinho. O Leopoldo Pacheco é parecidíssimo em fisionomia e voz com o ator que interpreta o Mindinho na série original. Ficaria perfeito.

    • 11 Bruno 25/09/2014 às 16:09

      Verdade, ele parece bastante mesmo. Mas vale lembrar que o artigo é velho, e eu não tava pensando muito na série (que tinha recém estreado), mas sim na personalidade dos personagens nos livros =P


  1. 1 Game of Thrones « Rodapé do Horizonte Trackback em 03/06/2011 às 22:10

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Sob um céu de blues...

Categorias

Arquivos

@bschlatter

Estatísticas

  • 193,026 visitas

%d blogueiros gostam disto: