Gênese

Rompe-se a casca, e ele nasce: é o mundo, espremendo-se para fora do ovo primordial e despejando-se sobre a existência. Seus oceanos, seus continentes, suas ilhas, todos abrem-se e se espalham em um círculo perfeito, como uma clara que se expande em torno da grande Montanha do Centro do Universo que é a gema. Queimam e fervilham: vapores sobem das águas, as montanhas se liquefazem em erupções vulcânicas. E, então, solidificam: vertem-se todos na mesma superfície uniforme, uma grande planície branca e amarela. O Devorador de Mundos, enfim, senta e aproveita o seu omelete.

1 Response to “Gênese”


  1. 1 Ana Carolina Silveira 08/07/2011 às 18:16

    Quebre a casca do mundo e faça um omelete! \o/


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Sob um céu de blues...

Categorias

Arquivos

@bschlatter

Estatísticas

  • 193,076 visitas

%d blogueiros gostam disto: