Bravata

– Vamos, preencha-me! – diz a tela em branco do computador. – Encha-me de palavras! Conte uma história! – a visão da página vazia é como uma bravata, um desafio.

Relutante, escrevo uma frase; apago, escrevo de novo, apago outra vez. Ideias nascem e abortam. Possibilidades me cercam e confundem. E pensar que há apenas alguns minutos era eu que provocava, e a desafiava a permanecer vazia! Mas nada sai da ponta dos meus dedos; o que surge se esvai antes mesmo de alcançá-los. E a tela segue em branco, vazia, como um espelho.

– Vamos, preencha-me! – grita aos meus olhos, como quem ri triunfante frente ao inimigo derrotado.

0 Responses to “Bravata”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Sob um céu de blues...

Categorias

Arquivos

@bschlatter

Estatísticas

  • 193,026 visitas

%d blogueiros gostam disto: