Arquivo para fevereiro \09\UTC 2018

Radiance, da Catherynne M. Valente

Mas a vida real é assim, Rinny. A vida real é só começos. Dias, semanas, filhos, jornadas, casamentos, invenções. Até um assassinato é o início de um criminoso. Talvez mesmo de uma sequência de uma matança. Tudo é prólogo. Toda história tem um gaguejo. Ela só fica começando e começando até você decidir desligar a câmera. Metade do tempo você nem percebe que o que você está escolhendo para o café da manhã é o começo de uma história que não se completará até você ter sessenta anos e olhar para os doces que fizeram de você uma viúva. Não, querida, na vida real você pode seguir até a morte e nunca terminar uma única história. Ou nem sequer chegar na metade de uma.

Radiance, da Catherynne M. Valente. Tenho que retomar e terminar esse ainda.

Anúncios

Anúncios

Sob um céu de blues...

Categorias

Arquivos

@bschlatter

Estatísticas

  • 200,751 visitas