Radiance, da Catherynne M. Valente

Mas a vida real é assim, Rinny. A vida real é só começos. Dias, semanas, filhos, jornadas, casamentos, invenções. Até um assassinato é o início de um criminoso. Talvez mesmo de uma matança. Tudo é prólogo. Toda história gagueja. Ela só fica começando e começando até você decidir desligar a câmera. Metade do tempo você nem percebe que o que você está escolhendo para o café da manhã é o começo de uma história que não se completará até você ter sessenta anos e olhar para os doces que fizeram de você uma viúva. Não, querida, na vida real você pode seguir até a morte e nunca terminar uma única história. Ou nem sequer chegar na metade de uma.

Radiance, da Catherynne M. Valente. Tenho que retomar e terminar esse ainda.

0 Responses to “Radiance, da Catherynne M. Valente”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




Sob um céu de blues...

Categorias

Arquivos

@bschlatter

Estatísticas

  • 207.409 visitas

%d blogueiros gostam disto: