Posts Tagged 'R. I. P.'

R. I. P.

Esse me deixou triste mesmo. R. I. P.

Anúncios

R. I. P.

Se queres transformar-te num homem de letras, e, quem sabe um dia, escrever Histórias, deves também mentir, e inventar histórias, pois senão a tua História ficaria monótona. Mas terás que fazê-lo com moderação. O mundo condena os mentirosos que só sabem mentir, até mesmo sobre coisas mínimas, e premia os poetas que mentem apenas sobre coisas grandiosas.

– Umberto Eco (1932-2016), Baudolino.

R. I. P.

Só pra começar o ano.

The Thrill Is Gone…

R. I. P.

R. I. P.

2014 tá um ano bem difícil…

R. I. P.

R. I. P., Ray Bradbury

Morreu nesta quarta-feira o escritor e roteirista norte-americano Ray Bradbury. É difícil dizer como isso me afeta, já que ele é provavelmente um dos meus escritores preferidos, e certamente “o” meu escritor preferido de ficção científica (e me perdoem aí as tietes do Asimov). Então era algo que eu não podia simplesmente ignorar e deixar passar por aqui. Seus livros se importavam menos com gadgets e especulações tecnológicas e mais com as sociais, sendo normalmente rotulado como ficção científica “soft“, mas sempre foram muito bem escritos, sem deixar de lado o humor, a melancolia e um profundo maravilhamento frente à ciência e o mundo.

Enfim, quem por acaso estiver aprendendo a ler hoje e quiser conhecer algumas de suas obras, não é difícil encontrar por aí seus principais clássicos, como Farenheit 451As Crônicas Marcianas e Algo Sinistro Vem por Aí, entre dúzias de outros. Um tempo atrás mesmo resenhei aqui Dandelion Wine, outro que recomendo enormemente, embora eu não saiba se existe uma edição nacional. Recentemente a editora Leya também editou O Zen e a Arte da Escrita, coleção de textos e anotações dele a respeito do seu ofício. Enfim, de maneira geral, qualquer coisa que tenha o nome dele na capa vale a pena comprar, de coletâneas de contos até a revista Caras.

Ficam os sentimentos aos familiares e os milhares de fãs agora órfãos de mais um grande gênio. E abaixo, uma das melhores homenagens que já fizeram a ele.


Sob um céu de blues...

Categorias

Arquivos

@bschlatter

Estatísticas

  • 198,794 visitas