R. I. P., Ray Bradbury

Morreu nesta quarta-feira o escritor e roteirista norte-americano Ray Bradbury. É difícil dizer como isso me afeta, já que ele é provavelmente um dos meus escritores preferidos, e certamente “o” meu escritor preferido de ficção científica (e me perdoem aí as tietes do Asimov). Então era algo que eu não podia simplesmente ignorar e deixar passar por aqui. Seus livros se importavam menos com gadgets e especulações tecnológicas e mais com as sociais, sendo normalmente rotulado como ficção científica “soft“, mas sempre foram muito bem escritos, sem deixar de lado o humor, a melancolia e um profundo maravilhamento frente à ciência e o mundo.

Enfim, quem por acaso estiver aprendendo a ler hoje e quiser conhecer algumas de suas obras, não é difícil encontrar por aí seus principais clássicos, como Farenheit 451As Crônicas Marcianas e Algo Sinistro Vem por Aí, entre dúzias de outros. Um tempo atrás mesmo resenhei aqui Dandelion Wine, outro que recomendo enormemente, embora eu não saiba se existe uma edição nacional. Recentemente a editora Leya também editou O Zen e a Arte da Escrita, coleção de textos e anotações dele a respeito do seu ofício. Enfim, de maneira geral, qualquer coisa que tenha o nome dele na capa vale a pena comprar, de coletâneas de contos até a revista Caras.

Ficam os sentimentos aos familiares e os milhares de fãs agora órfãos de mais um grande gênio. E abaixo, uma das melhores homenagens que já fizeram a ele.

About these ads

0 Responses to “R. I. P., Ray Bradbury”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Sob um céu de blues...

Categorias

@bschlatter

  • @JMTrevisan @BetoIlustrador eu uso um episódio de Chapolim pra ensinar o descobrimento da América pra 6º série... 10 hours ago
  • RT @Mr_Machado: "Prefiro morrer do q perder a vida." Chaves. R.I.P. Roberto Gómez Bolaños: Ciudad de Mexico, 21/02/1929 - 28/11/2014. http:… 10 hours ago
  • RT @mushisan: aproveitando a comoção, apoio a idéia de trocar o nome de toda via publica com nome de milico para personagem do chaves ou ch… 10 hours ago
  • RT @CF_America: Gracias por llenarnos la vida de alegría, siempre te recordaremos por tu gran corazón Azulcrema. Descansa en Paz @Chespirit10 hours ago
  • Da euforia (trailer do Star Wars) à depressão (morte do Roberto Bolaños) em menos de dez horas... 10 hours ago

Estatísticas

  • 171,707 visitas

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: